PseudoArte Ajuda – Entendendo a Psicanálise

Ilustra Psicanalise

Mais de um século já se passou e as ideias do maluco-beleza Sigmund Freud (ou Freudão, para os íntimos) continuam um grande mistério para as pessoas do populacho em geral. Pensando nisso, PseudoArte decidiu organizar este guia super prático com os principais termos e conceitos da Psicanálise. Tudo explicado em linguagem simples e direta. Sim, dessa vez até mesmo VOCÊ vai entender!

O Consciente – Esse é você. Ou pelo menos, deveria ser. Se você é daqueles que atravessa a rua sem olhar pros lados ou que guarda o sapato dentro da geladeira, tá na hora de procurar ajuda, porque essa sua cabeça aí veio com defeito.

O Inconsciente – É basicamente o seu outro eu. Um sujeito esquisito que mora dentro de você, sem pedir permissão nem pagar aluguel. E só faz merda! Mas como (quase) tudo na vida, também tem seu lado positivo e pode ser útil de vez em quando. Naquelas horas em que VOCÊ fizer merda, sempre pode apelar para a desculpa clássica: Não fui eu amor, foi meu inconsciente!

O Id – É o seu diabinho, que fica no seu ouvido sempre falando de todas as coisas legais que você quer fazer, mas não pode.

O Superego – É o Grilo Falante, que fica no seu outro ouvido pentelhando e dizendo como tudo isso é errado e absolutamente inaceitável.

O Ego – Esse é o coitado que tem que ficar de mediador entre esses dois caras aí de cima, e ainda cuidar pra que você acorde cedo, tome seus remédios, chegue ao trabalho na hora, pague o IPVA, a conta de luz, do telefone, o aluguel e ainda lembre dia certo do aniversário de namoro. E tem gente maldosa dizendo por aí que o Ego é um cara arrogante…

Libido – É aquela hora em que você vê a gostosa do 803 no elevador e coisas estranhas acontecem no seu andar de baixo.

Libido do Objeto – É quando a gostosa do 803 finalmente resolve fazer uma visitinha ao seu andar de baixo, e então… muitas coisas acontecem!

Libido do Sujeito – É quando nada acontece e você precisa fazer a manutenção do andar de baixo por conta própria. Atualmente é conhecido como Forever Alone Style.

Neuroses – Depois de muito tempo sem nada rolar no seu andar de baixo, você começa a “dar ruim”.

A intensidade e categoria variam muito, desde um simples “atravessar a rua pra não ter que dar bom dia” ou o “rosnar para o trocador do ônibus e sentar no banco preferencial dos velhinhos”, até casos assustadores como “correr pelado em copacabana cantando o hino da Chechênia”.

Não percam! Nas próximas edições de PseudoArte Ajuda:
Entendendo Grego Antigo
Entendendo a Física Quântica
E o mais misterioso e desafiador de todos Entendendo o que a Sua mulher quer que você faça!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Artes (ou não), Textos

Uma resposta para “PseudoArte Ajuda – Entendendo a Psicanálise

  1. Tarsila

    Possível versão musical (Sujeito “normal”):
    Ego “equilibrado”: “Esse cara sou eu” .
    ID: “Algo me diz que: Esse cara sou eu”.
    Superego ” Esse cara não pode ser você”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s